24 de November de 2021
Sem respostas

Como começar a praticar yoga?

Trânsito, trabalho, filhos, responsabilidades e problemas. Os fatores que provocam estresse e desgaste físico estão em todos os lugares. E é justamente por conta desse cenário que cada vez mais pessoas têm se interessado em entender como começar a prática de yoga.

Afinal, além de promover vários benefícios para sua saúde física, a prática de yoga promove várias mudanças positivas para a sua saúde mental e emocional. Ou seja, ela promove o equilíbrio entre o corpo e a mente.

Por isso, se você ainda fica desconfiado quando escuta influenciadores ou grandes artistas recomendando essa prática, pode ficar tranquilo. Eles não estão mentindo para você. O yoga realmente pode mudar sua vida!

Agora, para realmente ter acesso a essa mudança, especialmente se você nunca fez esse tipo de exercício, é fundamental conhecer os principais conceitos de yoga para iniciantes. Além disso, é essencial conhecer os benefícios, os tipos de yoga e entender como as aulas funcionam.

O que podemos adiantar é que, diferentemente de outros exercícios, você pode aproveitar esses benefícios diretamente no conforto de sua causa. Afinal, com aulas de yoga online gratuitas, você também pode aproveitar as vantagens da sua prática.

Quer entender por que isso é possível e saber tudo sobre essa prática? Então confira os próximos tópicos!

Índice

O que é yoga?

Para responder essa pergunta, é importante entender a origem do yoga. Desenvolvido há cerca de 5.000 anos, o yoga é uma prática indiana milenar que se baseia nos quatro principais objetivos que norteiam a vida de todos os seres humanos.

O primeiro deles é a segurança, a necessidade humana de buscar abrigo e estabilidade, fugindo da fome e de outros desafios encontrados no mundo.

O segundo objetivo é a busca por prazer, por atividades que proporcionam satisfação e alegria, como viagens, relacionamentos, festas, alimentos etc.

Já o terceiro objetivo é muito mais complexo. Trata-se do dharma, que, de forma bem resumida, indica o conjunto de princípios e valores que regem a vida de uma pessoa, de modo que suas atitudes permitem que ela se realize, mas sem prejudicar o seu próximo nesse processo.

Por fim, o último objetivo da existência humana é a busca pela felicidade. Afinal, todos querem se sentir amados, realizados e seguros nas diversas áreas da vida.

Mas o que isso tem a ver com o Yoga? De acordo com essa prática milenar, o sofrimento é resultado do desequilíbrio entre o ser humano e o mundo, o que causa sofrimento e te impede de alcançar esses quatro objetivos.

Para recuperar esse equilíbrio, o primeiro passo é recuperar o controle do próprio corpo, aceitar o que não pode ser mudado e viver em harmonia com os outros.

E é a partir desse pensamento complexo que surgiu o Yoga, palavra que significa literalmente “juntar ou conectar” e que indica a prática de uma série de movimentos e pensamentos que permitem conectar seu corpo, sua mente e sua energia.

Ou seja, yoga não é só uma rotina de exercícios, mas um modo particular de enxergar a vida, de lidar com os problemas e de se conectar com o mundo.

Quais são os benefícios da yoga?

Com a descrição anterior, pode parecer que yoga é algo muito místico e que não tem nenhum efeito prático na realidade. Mas isso não é verdade.

Afinal, essa prática oferece vários benefícios aos seus praticantes, que vão muito além do equilíbrio mental, como você pode conferir abaixo.

Aumenta a flexibilidade

Se você já viu alguma aula ou fotos de praticantes de yoga, certamente já deve ter se preocupado como eles conseguem fazer aquelas posturas. E a resposta para essa pergunta é simples: flexibilidade.

Um dos grandes diferenciais do yoga é que sua prática regular te torna muito mais flexível. Como consequência, você aumenta sua mobilidade e ainda diminui o risco de lesões.

A melhor parte é que, ao contrário do que muita gente pensa, não precisa ser flexível para começar a prática. Afinal, essa flexibilidade é desenvolvida com o tempo, à medida que você evolui nos treinamentos.

Por isso, não tenha medo de começar por se considerar um pouco “duro ou enferrujado demais” para essa prática. Mas não se preocupe com isso. No início, todos são assim. Com a prática regular do yoga, você se tornará mais flexível.

Melhora o equilíbrio

Assim como a flexibilidade, as posturas de yoga te ajudam a melhorar o seu equilíbrio corporal. Sabe por quê? Porque os exercícios exigem que você tenha maior consciência corporal, que você conheça suas limitações e, é claro, que também consiga permanecer equilibrado em certas posições.

Mas se você é uma pessoa meio “destrambelhada”, que não tem muita noção de espaço, não se preocupe. Esse equilíbrio também é desenvolvido com a prática, melhorando sua noção de espaço e sua coordenação motora.

Promove o emagrecimento

Outro mito muito associado ao yoga é que seus exercícios são úteis apenas para melhorar a postura e o equilíbrio. Afinal, seus movimentos são mais lentos, o que causa a impressão de que a prática não exige um grande gasto calórico. Mas isso não é verdade.

Ao contrário do que muita gente pensa, manter as posturas do yoga, de forma correta e equilibrada, exige muito do seu corpo e de sua mente. Acredite: manter o corpo tonificado e parado, especialmente durante posturas mais avançadas, pode ser desafiador.

Além disso, a transição entre as posturas e a movimentação em sintonia com a respiração também pode demandar energia. Por isso, essa prática acelera o seu metabolismo, te ajudando a queimar calorias.

E tem mais: quanto mais avançadas as posturas e o seu nível de prática, maior será o seu gasto calórico.

Aumenta a força muscular

A prática de yoga exige não só a realização de postura, mas que você também permaneça nas posições por um período curto de tempo. Em muitos casos, será necessário sustentar o peso do próprio corpo em posições “inusitadas”, diferentes dos movimentos que você faz no dia a dia.

E tudo isso provoca o seu fortalecimento e a sua tonificação muscular. No início, você pode até ter dificuldade na realização de certas posturas, justamente por nunca ter trabalhado da forma correta alguns músculos.

Mas não tem problema. Com o tempo, seu tônus irá melhorar e você sentirá mais facilidade para fazer os exercícios.

No entanto, não espere que a prática de yoga não irá te transformar num fisiculturista, ok? Esse não é o seu objetivo. Agora, você pode ter certeza de que vai sentir a melhora da sua musculatura com a prática regular desses exercícios.

Reduz as dores nas articulações

Além de fortalecer os músculos, os movimentos do yoga também exigem que você trabalhe muito suas articulações. Aliás, esse é um dos fatores que melhoram a sua flexibilidade.

Isso ocorre porque, com a realização dos seus exercícios, ocorre o aumento da circulação do líquido sinovial nas articulações, que é o líquido responsável por lubrificar essas regiões.

Como consequência, o atrito entre cartilagem e ossos diminui. Assim, você afasta não só o risco de sentir dores nas articulações, mas também reduz as chances de desenvolver algum problema nessa região, como a artrite.

Melhora a postura

Se você observar, todos os praticantes de yoga, especialmente os mais avançados, apresentam uma boa postura e um ótimo nível de consciência corporal. Mas isso não é por acaso.

Afinal, para fazer as posturas do yoga é essencial que você mantenha os membros alinhados na posição certa, como costas retas e queixo paralelo ao chão.

Com o tempo, de tanto fazer essas posturas, você vai perceber que, mesmo quando não está se exercitando, vai sentir a necessidade natural de permanecer ereto.

Além disso, é importante lembrar que manter a postura correta significa deixar de sentir dores do corpo, provocados justamente por (advinha só) posturas incorretas e inadequadas.

Por isso, se você quer ter uma boa postura, então a yoga pode te ajudar!

Melhora a oxigenação do sangue

Se você já assistiu alguma aula de yoga, certamente já percebeu como os instrutores chamam a atenção para que o aluno respire corretamente.

Isso porque, em muitas situações, será necessário sincronizar os movimentos com a respiração, o que exige mais de sua capacidade respiratória e aumenta a circulação de oxigênio no sangue. Como consequência, você terá mais energia e disposição para fazer sua sequência de posturas.

Além disso, inspirar e expirar corretamente ajuda a acalmar a mente, aumenta sua concentração e alivia o estresse. Assim, você consegue aproveitar ao máximo sua prática e ainda sentir os efeitos positivos depois que ela termina.

Previne o desenvolvimento de doenças crônicas

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a prática regular de exercícios físicos combate o sedentarismo, reduzindo e prevenindo o desenvolvimento de várias doenças crônicas, como diabetes, hipertensão, entre outras doenças cardiovasculares.

Além disso, exercícios físicos também previnem o desenvolvimento de certos tipos de câncer, como gástrico e renal, e ainda reduz as chances de fraturas após quedas.

E esses benefícios são atingidos por praticantes de várias modalidades de exercícios físicos praticados de forma regular, incluindo o yoga.

É importante entender que movimentar o seu corpo com frequência, por pelo menos 150 a 300 minutos por semana, melhora a manutenção do seu corpo como um todo, promovendo um aumento da sua qualidade de vida e a integridade da sua saúde física e mental.

Vale lembrar que você pode intercalar a prática de yoga com outros exercícios, como corrida, ciclismo e musculação, por exemplo. Assim, você consegue trabalhar diferentes aspectos do seu corpo.

Produz efeitos positivos para a sua saúde mental e emocional

Como explicamos lá no início, o yoga é uma prática integrativa que trabalha não só o corpo, mas também a mente e a energia.

Para isso, além das posturas e dos movimentos propriamente ditos, o yoga te convida a meditar, a respirar melhor, a se enxergar como parte de um todo e a se conectar de forma saudável consigo mesmo e com o mundo a sua volta.

Como consequência de todos esses estímulos, seu corpo libera hormônios de felicidade, bem-estar e relaxamento, tais como a endorfina, o cortisol e a serotonina, e você ainda pode aproveitar a sensação de calma e relaxamento.

Mas não é só isso, por conta desse conjunto de fatores, a prática regular de yoga também produz outros efeitos positivos na sua saúde mental:

6 tipos de yoga que você precisa conhecer

Agora que você já sabe o que é yoga e quais são os benefícios, pode estar mais interessado em começar suas aulas. Mas você sabia que existem vários tipos de yoga?

Isso significa que, antes de sair por aí se matriculando em cursos ou fazendo aula de yoga online, você precisa escolher qual a modalidade mais combina com você e com seus objetivos.

Por isso, o primeiro passo é conhecer os principais tipos de yoga que você pode praticar. Nos próximos tópicos, você vai conhecer 6 deles.

1- Hatha Yoga

Entre os tipos de yoga existentes, esse é o mais popular. Considerada uma modalidade clássica, o Hatha Yoga tem como foco principal o desenvolvimento da flexibilidade, do condicionamento físico e do tônus muscular.

Por não exigir a realização de posturas tão intensas, essa é uma excelente modalidade de yoga para iniciantes. Além disso, talvez por esse mesmo motivo, esse é o tipo mais praticado no ocidente.

2- Vinyasa Yoga

Se você prefere uma prática mais moderna, então precisa conhecer a Vinyasa Yoga. Inspirada na Hatha Yoga, o Vinyasa é quase uma dança, já que os movimentos são realizados em sequência, como se fosse uma coreografia.

Essa sequência de movimentos, que recebe o nome de flow, é responsável por aumentar a sua consciência corporal e ainda promove o equilíbrio entre corpo e mente.

3- Ashtanga Yoga

Também derivada da modalidade Hatha, o Ashtanga Yoga consiste na realização de 6 séries de movimentos, sendo que cada uma delas é composta por diferentes posturas fixas.

À medida que você conseguir executar as posturas iniciais, poderá trocar para uma série mais avançada.

Por isso, essa modalidade é indicada para quem prefere exercícios mais desafiadores, que te ajudam a desenvolver força, equilíbrio, flexibilidade e consciência corporal.

4- Iyengar Yoga

Essa modalidade tem um ritmo mais lento e pessoal, já que tem como foco a precisão das posturas e o alinhamento dos movimentos. Por isso, esse tipo de yoga é associado à maior consciência corporal e mental do praticante.

Em função dessas características, essa modalidade é muito indicada para quem deseja melhorar a postura e para quem tem alguma limitação de movimento – e que quer corrigir isso aos poucos.

5- Raja Yoga

Se você tem como foco seu desenvolvimento pessoal, emocional e espiritual, então a Raja Yoga é a modalidade certa para você. Afinal, o foco dessa prática são as meditações e os mantras, enquanto as posturas e movimentos são quase deixados de lado.

Por isso, essa prática não é recomendada para quem deseja usufruir de todos os efeitos positivos que o yoga proporciona para o corpo. Afinal, o foco aqui é trabalhar a mente e o espírito.

6- Kundalini Yoga

Também voltada para esse lado mental e espiritual, a Kundalini Yoga utiliza posturas que visam conectar a mente e o corpo.

Nesse caso, a respiração desenvolve um papel ainda mais importante, já que permite o equilíbrio do chacra responsável por aumentar a consciência e o bem-estar.

Por isso, diferentemente da modalidade anterior, a Kundalini também trabalha o corpo, ajudando a melhorar o condicionamento físico e, ao mesmo tempo, a atingir um estado de calma e plenitude.

Como começar a praticar yoga?

Agora que você já entendeu o que é, quais são os benefícios e quais são as diferenças entre os tipos de yoga, chegou a hora de você, iniciante no mundo das asanas, mats e pranayamas, entender como inserir essa prática milenar na sua vida.

Para isso, você precisa conferir as explicações abaixo:

Entenda como é a aula de yoga

Se você quer começar a praticar, então precisa saber como funciona a prática de yoga. De forma geral, uma aula de yoga é dividida em 3 momentos.

A primeira parte da aula é focada em exercícios respiratórios, também chamados de pranayamas, e meditação, para que você consiga relaxar e se concentrar na prática.

Num segundo momento, os movimentos começam para valer. É nessa parte que são realizadas as asanas, que são as posturas e movimentos do yoga.

Por isso, esse é o momento que você será mais exigido e que vai conseguir desenvolver sua consciência corporal, flexibilidade, força e todos os benefícios que citamos anteriormente.

Por fim, a última parte da aula é a shavasana, que é a postura do relaxamento. Nesse momento, você se deita e fica parado, com olhos fechados e corpo relaxado, trabalhando apenas sua respiração. Com isso, sua mente e corpo conseguem absorver todos os efeitos positivos da sua prática.

Lembrando que a duração de cada um desses momentos pode variar. Na verdade, não existe uma regra que diz quanto tempo deve durar uma aula de yoga. Algumas pessoas preferem fazer aulas de 40 a 60 minutos duas vezes por semana, por exemplo.

Enquanto isso, outras preferem fazer aulas rápidas, entre 10 e 30 minutos todos os dias, de preferência pela manhã, para acordar o corpo e ter mais disposição para lidar com os desafios do dia a dia.

Além disso, vale lembrar que a duração e as ações de cada momento da aula podem variar a depender do tipo de yoga que você praticar e das técnicas utilizadas pelo seu instrutor.

Dicas de yoga para iniciantes

Independentemente do tipo de yoga e do seu instrutor, se você é iniciante, então é importante que você siga as 5 dicas abaixo. Assim, será mais fácil aproveitar todos os benefícios que sua aula pode te proporcionar.

Posso fazer yoga sozinho?

Agora vamos à pergunta que não quer calar: será que o yoga online funciona? Dá para praticar sozinho? E a resposta é SIM para as duas perguntas.

Por uma questão de tempo ou de dinheiro, muita gente prefere fazer yoga em casa. Sabendo dos benefícios dessa prática, que ainda tem a vantagem de não exigir muito investimento, muitos instrutores disponibilizam aulas de yoga online gratuitas na internet.

É claro que, assim como em qualquer outro exercício, ter contato direto com o professor e com os colegas de turma podem acelerar o seu processo de aprendizado – e ainda te ajuda a socializar.

Mas isso não significa que a yoga em casa ou yoga online não dê resultados. Com disciplina e seguindo as dicas acima, certamente você vai evoluir na sua prática e vai conseguir aproveitar todos os benefícios dessa prática milenar.

E se você nunca praticou nenhuma aula de yoga e não sabe por onde começar, recomendamos que siga a sequência de aulas de yoga online e gratuitas.

Conclusão

Além de trabalhar o corpo, o yoga é uma prática milenar que te ajuda a manter o equilíbrio mental e emocional. Ou seja, não é só um exercício, mas uma filosofia de vida e uma forma de se conhecer e de se posicionar no mundo.

Por isso, as pessoas têm se interessado cada vez mais na realização dessa prática, que promove vários benefícios, como aumento da flexibilidade, melhora da postura e do equilíbrio, fortalecimento da musculatura, além de sensação de bem-estar e redução da ansiedade.

No entanto, para aproveitar esses e outros benefícios, você precisa entender como começar a praticar yoga. E como você deve ter percebido, para iniciar essa prática, além de conhecer os diferentes tipos de yoga, você precisa investir em roupas e acessórios adequados.

Mas não só isso. Você também precisa ter paciência consigo mesmo, ser persistente e respeitar o seu processo. Assim, mesmo fazendo yoga online, no conforto de sua casa, você vai conseguir aproveitar todos os benefícios dessa prática que vai mudar sua vida.

Você já está pronto para ser transformado pelo yoga?

F.A.Q.

Sim, funciona! É claro que o seu desempenho pode melhorar mais rápido com o auxílio de um instrutor presente. No entanto, é sim possível obter bons resultados e aproveitar todos os benefícios dessa prática com aulas de yoga online. Afinal, o instrutor te guia no processo, mas é você o responsável pelo seu desenvolvimento físico e mental dentro do yoga.

A melhor forma de fazer yoga sozinho é utilizando a internet como aliado. Aproveite as aulas de yoga online e gratuitas disponíveis em diversos sites. Confira se o instrutor é confiável e qualificado e comece a praticar. Não se esqueça de preparar o ambiente, usar uma roupa adequada, separar o seu tapete de yoga e aproveitar sua aula.

A prática regular de yoga te ajuda a aumentar sua flexibilidade, melhorar seu equilíbrio, aumenta sua força muscular, reduz as dores nas articulações, melhora a oxigenação do sangue, entre outros benefícios. Além disso, ela tem efeitos positivos sobre a saúde mental e emocional do praticante, reduzindo o estresse e a ansiedade, aumentando a sensação de bem-estar, entre outras vantagens.

Compartilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Posts Relacionados