Bola de futebol: afinal, qual é a melhor escolha?

E aí? Procura pela melhor bola de futebol do mercado para começar aquela pelada ou mesmo jogar de forma profissional com os amigos? Gostaria de conhecer algumas dicas e recomendações para fazer a melhor escolha e assim, encontrar a bola ideal?

Bom, se é isso que realmente procura, saiba que você está no lugar certo! Não há dúvidas de que o futebol é um dos esportes apaixonantes que existe, não é mesmo?

Seja você pequeno ou grande, ágil ou devagar, rico ou pobre, não importa, no final, tudo que você precisa para começar é apenas disposição.

E sim, acredite! Nem mesmo as famosas traves são necessárias para começar aquela pelada com os amigos.

Porém, um equipamento considerado indispensável, além da disposição, é claro, é a bola de futebol.

Podemos dizer que a bola é o único item considerado essencial para prática do futebol.

E como você provavelmente já deve saber, não pode ser qualquer bola. Pelo contrário, é preciso muita atenção! Dependendo da idade, modalidade ou cenário, é necessário usar, por exemplo, um tamanho específico.

Além disso, o material da bola de futebol, deve ser também compatível com a superfície do local onde acontecerá a partida.

Pensando nisso, e dada a sua devida importância, para te ajudar a fazer a melhor escolha, fizemos um ranking das melhores bolas de futebol à venda no mercado.

Vamos lá?

Com as nossas dicas e sugestões você terá tudo que precisa para encontrar a bola de futebol certa e mais adequada para começar a jogar.

Recomendações

Antes de descobrir qual é a melhor Bola de Futebol do mercado, conheça nossas 3 melhores recomendações:

Confira nossas sugestões:

Escolha Premium

Como escolha premium temos a Bola Topper Samba Velocity Pro, uma das bolas que mais oferecem precisão no toque e maior durabilidade, se tornando um verdadeiro reforço para o seu time.

Desenvolvida pela Topper para a disputa do Campeonato Carioca, Sua estrutura texturizada e sem costuras tornam essa uma das melhores do mercado quando o assunto é futebol.

Nossa recomendação

Como recomendação temos a Bola Campo RX R2 Fusion VIII Penalty, desenvolvida para o futebol em gramado sintético e projetada para garantir uma maior precisão e leveza nos lances.

Resistente e com a tecnologia Penalty Ultra Fusion, a RX R2 Fusion VIII é construída em 32 gomos e conta com câmara 6D fabricada com borracha butílica e apresenta 6 discos posicionados simetricamente, assegurando maior equilíbrio e alta precisão.

Melhor para o seu bolso

Com um ótimo custo benefício para quem está começando, a Bola Penalty S11 R1 foi projetada para trazer uma maior precisão no toque assim como uma maior durabilidade.

Costurada a mão com sistema Penalty que possui uma costura estável e resistente com no máximo 5 nós de emenda nas linhas, com essa bola você terá um amento ainda maior de desempenho durante as partidas.

Veja agora abaixo nossa tabela comparativa com as melhores Bolas de Futebol do mercado – as melhores opções de compra, em diferentes categorias.

Confira agora:

Melhor Bola de Futebol

Índice

Mini Guia de Compra

De uma coisa não há dúvida, conhecer o material utilizado, tanto no futebol como em outros esportes vai te trazer uma vantagem enorme sobre os outros jogadores.

Por exemplo, conhecer qual é o tipo de chuteira considerada ideal para seu perfil poderá te trazer uma melhor performance durante os jogos.

E assim como as chuteiras, a bola de futebol não foge à regra. Pelo contrário, também é fundamental saber qual é a melhor bola de futebol para o seu estilo.

No final, ao escolher uma boa bola, os jogadores podem aproveitar plenamente a partida.

Neste momento, o recomendado é que você se atente a alguns pontos considerados essenciais.

A expansão da bola, por exemplo, poderá fazer total diferença na qualidade da partida. Se ela estiver pouco ou muito cheia, pode perder parte de suas qualidades.

Mas não se preocupe, pois, a pressão máxima que a bola de futebol suporta está indicada em sua válvula.

Outro ponto que precisa ser analisado é o material da bola de futebol. Basicamente, uma bola de futebol pode ser constituída de três materiais diferentes – borracha, PVC e poliuretano, cada um adaptado a um tipo de jogo.

Atualmente, podemos também encontrar as misturas de PVC e poliuretano, aliando assim o bom preço de um com a qualidade de outro.

A de borracha é, de longe, a bola mais conhecida e utilizada. Porém, a de PVC, além de também muito conhecida, possui também um ótimo custo-benefício.

Além disso, elas também são particularmente resistentes. E apesar de serem mais recomendadas para solos deslizantes, como a grama, também podem ser adequadas para o asfalto.

Além da borracha e do PVC, outro material  muito pesquisado para a fabricação de bolas de futebol é o poliuretano, material de qualidade, pois permite a produção de bolas menos deslizantes, o que proporciona maior controle no pé.

Temos também outros tipos de materiais menos utilizados como o couro, considerado ideal para jogos em terra batida.

Acontece que o couro afeta os movimentos aéreos da bola, o que dá à partida um novo aspecto. Outro material de bola utilizado é o feltro sintético, recomendamos para jogos de salão.

A bola feita de feltro sintético também pode  ser utilizada no futebol na areia ou na praia, em terrenos com neve etc.

Porém, cabe frisarmos que, para jogos em terreno com neve, é preferível escolher uma bola de cor vibrante, laranja ou verde, por exemplo.

Tal detalhe permitirá que os jogadores possam ver a bola na neve mesmo de longe. Observe também o tamanho da bola, pois isso também fará uma enorme diferença na qualidade do jogo.

Atualmente, podemos contar com cinco tamanhos de bolas. No final, cada tamanho de bola corresponde a uma faixa de idade ou a um nível de prática e seguem as normas estabelecidas pela Federação Internacional de Futebol (FIFA).

Cada tipo de bola tem seu uso, sua prática e público específico. Em um quadro escolar, de iniciação ou para uma prática ocasional, é recomendado o uso da bola de futebol de PVC. Já no caso de treinamento profissional, a bola de poliuretano é a que será mais indicada.

Em época de competição, por exemplo, elas  fazem toda a diferença. Além dela, as bolas costuradas à mão também são muito recomendadas, visto que elas resistem mais ao desgaste ao longo do tempo.

Como foi possível perceber, hoje temos inúmeros tipos de bolas, cada uma projetada especificamente para um determinado tipo de terreno.

Neste caso, para não ter erro, recomendamos que você adquira, se possível, bolas de diferentes naturezas. Ao fazer isso, você terá a garantia de ter uma bola de futebol adequada sempre à mão.

Além de considerar os pontos que mostramos acima, para fazer a melhor escolha, é importante também que você se atente a muitos outros fatores e pontos.

Para te ajudar, elaboramos uma lista com as melhores Bolas de Futebol do mercado.

Este artigo vai te ajudar a conhecer melhor o que é uma Bola de futebol e conhecer as principais características, avaliar as vantagens e desvantagens de cada modelo.

Saiba que ao considerar esses detalhes, ficará muito mais fácil fazer a melhor escolha e encontrar o produto ideal para você.

Então, para descobrir quais são as melhores Bolas de futebol do mercado, é importante ler esse Guia até o final. Apresentaremos agora os melhores produtos com mais detalhes!

Vamos lá?

As 7 melhores Bolas de Futebol do Mercado

Bola Topper Samba Velocity Pro: escolha ideal para partidas de futebol de campo

Desenvolvida pela Topper para a disputa do Campeonato Carioca, a Bola Topper Samba Velocity Pro é hoje uma das bolas que mais oferecem precisão no toque e maior durabilidade, se tornando um verdadeiro reforço para o seu time.

Sua estrutura texturizada e sem costuras tornam essa uma das melhores do mercado quando o assunto é futebol.

Dentre os concorrentes, a Samba Velocity Pro se destaca cada vez mais por apresentar tecnologia fusionada, garantindo total uniformidade na circunferência da bola e maior precisão no chute.

Fabricada em poliuretano e, internamente, uma borracha siliconada de alta resiliência, a Samba Velocity Pro proporciona, além de maior precisão no chute, mais maciez e conforto.

Além disso, seus seis gomos possuem uma textura similar a de uma bola de golf, o que reduz o atrito com o ar e facilita os chutes de longa distância.

Para finalizar, é importante frisarmos que ela não tem variação de peso por ser impermeável.

Bola Campo RX R2 Fusion VIII Penalty 70 cm Preto: perfeita para o craque dominar as partidas

Desenvolvida para o futebol em gramado sintético, a Bola Campo RX R2 Fusion VIII Penalty foi projetada para garantir uma maior precisão e leveza nos lances.

Resistente e com a tecnologia Penalty Ultra Fusion, a RX R2 Fusion VIII oferece resistência à água para os treinos em dias chuvosos garantindo menor absorção de água e proporcionando melhor esfericidade e durabilidade.

Resistente e com um design muito bonito, essa bola conta com câmara 6D fabricada com borracha butílica e apresenta 6 discos posicionados simetricamente, assegurando maior equilíbrio e alta precisão.

Construída em 32 gomos, essa incrível bola também é composta por um miolo lubrificado e conta com o sistema Cápsula SIS, que isola a agulha e protege a câmara.

Produto exclusivamente brasileiro, a RX R2 apresenta também o logo da Penalty em destaque, assim como a linha Society e RX.

Bola Nike Brasil Strike : Ideal para Chutes a Longa Distância

Modelo oficial da Confederação Brasileira de Futebol, a Bola de Futebol Brasil CBF Strike é o modelo perfeito para se destacar nos gramados podendo se tornar o verdadeiro dono da bola!

Com um design clean e bonito de 12 painéis e estampa Visual Power para melhor acompanhamento da bola, a CBF Strike é uma opção de ótima qualidade, que confere boa estabilidade no voo.

Com boa durabilidade e ideal para chutes a longa distância no gramado natural, este modelo é ideal se o que você procura é precisão e durabilidade sendo capaz de trazer muito mais performance durante as partidas.

Reconhecida pela qualidade do material, os gomos da bola são costurados com precisão, para proporcionar maciez ao toque.

Além disso, para te ajudar a ter controle total, sua parte externa é também toda texturizada.

Bola Penalty S11 R1 Campo : mais maciez e alta velocidade

Com maciez e alta velocidade, a Bola Penalty S11 R2 Campo  pode aumentar seu desempenho nas partidas de futebol de campo.

Composto de amortecimento interno com maior conforto nos chutes, a S11 R2 pode diminuir o impacto nos cabeceios e domínios.

Além disso, com uma câmara 6D, essa incrível bola te permite ter um controle absoluto e precisão total.

A Bola Penalty S11 R2 Campo oferece uma máxima performance com a tecnologia Termotec que garante 0% de absorção de água mesmo sob condições de chuva intensa, mantendo as propriedades de peso e velocidade da bola.

Além disso, S11 R2  conta com um miolo lubrificado e com um sistema Cápsula SIS, que isola a agulha e protege a câmara.

Bola Campo Pitch Train Nike : a mais recomendada para equipes que precisam treinar com uma bola de alta qualidade

Macia e vibrante, a linha Nike Pitch Training é reconhecida pelo seu design sendo muito recomendada para treinos.

A Nike conseguiu consolidar a Pitch Training como um modelo ótimo para treinamentos em campo, sendo hoje a bola mais recomendada para equipes que precisam treinar com uma bola de alta qualidade.

A Nike Pitch Training conta com gomos costurados com precisão e seu  material passa uma sensação firme ao toque, que favorece a criação de jogadas.

Além disso, a estampa de alto contraste e seus tons vibrantes podem agradar a todos, crianças, adolescentes e adultos.

Bola Society Nike Brasil CBF 2020 Costurada : projetada para trazer mais rapidez e estabilidade

Desenvolvida para grama sintética, a Nike Brasil Society foi projetada para trazer mais rapidez e estabilidade.

Resistente e Rápida, a bola Nike Brasil Society é hoje também uma das mais recomendadas para jogadores profissionais. Seu material garante além de suavidade no toque, uma boa durabilidade.

Seu peso é certo e ideal para garantir precisão no avanço das jogadas e também promete ser resistente e macia para chutes de alta potência!

Bola Futsal S11 500 R5 Ix Penalty : maior precisão no toque e uma maior Durabilidade

Capaz de trazer uma maior precisão no toque e uma maior durabilidade, a Bola Penalty S11 R1 também traz um ótimo custo benefício.

Costurada a mão com sistema Penalty que possui uma costura estável e resistente com no máximo 5 nós de emenda nas linhas, com essa bola você terá aumento ainda maior de desempenho durante as partidas.

Com um forro triaxial composto por camadas de tramas de fios sintéticos estabilizados e fixados aos gomos por um tratamento de borracha natural, esse modelo de bola também pode proporcionar uma maior durabilidade e resistência.

Essa bola conta também com um miolo lubrificado e com um sistema de Cápsula SIS, sistema capaz de isolar a agulha e proteger a câmara.

Guia do Comprador – Tudo que você precisa saber sobre Bolas de Futebol

E aí? Gostou do nosso Ranking com as melhores Bolas de Futebol do mercado? Agora iremos te apresentar o Guia Completo do Comprador onde daremos dicas para você poder escolher bem sua Bola de Futebol

Siga conosco nessa leitura e confira as características para as quais você deve se atentar para fazer a melhor escolha.

Conheça agora:

O que é uma bola de futebol? Entenda como é o seu processo de fabricação e conheça um pouco da sua origem!

Feita normalmente com um material flexível e enchida com ar, o que a torna leve e permite que ela seja tocada e movida com facilidade, a bola de futebol é hoje utilizada na prática de vários esportes como basquete, vôlei, handebol, rugby ou pólo aquático.

Neste caso, como ele teve que se adaptar para os inúmeros tipos de terrenos e perfis, hoje podemos encontrar diversos modelos de bolas de futebol no mercado.

Com o passar do tempo, para chegar nos formatos que vemos atualmente, ela teve que passar por uma série de adaptações e mudanças.

Sua origem, por exemplo, está na China do quarto século antes de cristo e, inicialmente, era feita de raízes duras esmagadas para formar uma espécie de esfera e depois cobertas com couro.

Suas primeiras versões foram feitas pelos astecas e quicavam bastante. Os responsáveis por a introduzirem na América foram os espanhóis e temos relatos de alguns modelos ainda no século XVI. 

A prática de futebol, no entanto, nasceu na Inglaterra no século XIX, mas foi mesmo na Argentina, nos anos 1930 que foi inventada a bola sem o cordão de couro que amarrava a cobertura da bola e costumava causar ferimentos nos jogadores.

Hoje ela é um dos elementos essenciais do esportes sendo produzida por inúmeras marcas famosas que, geralmente, correspondem às grandes empresas de roupas e equipamentos esportivos.

Entre as marcas de ponta temos a alemã Adidas, especialmente porque tem o privilégio de ser parceira das organizações que dirigem o futebol internacional, como a FIFA, que aposta em suas bolas na Copa do Mundo.

Além da Adidas, outro grande concorrente é a Nike, empresa americana que fabrica, entre outros, a bola da Libertadores e do Brasileirão.

A grande verdade é que hoje podemos contar com inúmeras grandes marcas internacionais como a Umbro, da Inglaterra, as alemãs Puma e Uhlsport (especialista em goleiros), a japonesa Mikasa e a espanhola Joma.

Marcas brasileiras também consideradas grandes e que estão presentes em outros países são a Topper e Penalty.

Entenda agora detalhadamente como é feita uma bola de futebol e quais são os materiais mais utilizados na sua produção:

Afinal, como é feita uma bola de futebol? Entenda como é feito o seu processo de produção

O material mais utilizado nas últimas décadas foi o couro, porém, com o passar do tempo acabou entrando em desuso visto que, absorvia muita água e deixava a bola muito pesada.

Composta de 20 hexágonos e 12 pentágonos costurados, colados ou vulcanizados, hoje as bolas são feitas de couro sintético de poliuretano ou outros materiais similares.

Entre as diferentes versões, as consideradas de mais qualidade são as costuradas à mão. Sua câmara de ar é feita de látex ou butil, os mesmos materiais com os quais a válvula de ar é feita.

Outro ponto interessante é que entre a capa e a câmara existem camadas de poliéster ou forro de algodão.

Claro, aqui é importante frisarmos que as bolas para usos não profissionais passam pelo mesmo processo, mas com, geralmente, materiais de menor qualidade.

Conheça agora um passo a passo de como cuidar da sua bola de futebol corretamente:

Como cuidar da sua bola de futebol corretamente: passo a passo

Para deixar a sua bola sempre com um aspecto de nova, é essencial que você siga alguns cuidados básicos.

Neste caso, podemos dizer que a principal delas é não deixar ela passar por situações extremas.

Por exemplo, evite pisar carregando o corpo sobre a bola, nem sentar sobre ela, embora isso seja visto com alguma frequência.

Isso pode causar danos na costura e, eventualmente, estourar ou deformar a bola. O recomendado é que você sempre procure, se possível, jogar em superfícies macias, evitando lugares com pedras, asfalto ou areia.

Seguindo essa mesma linha de raciocínio, evite também fortes boladas contra as paredes.

Outro ponto que merece atenção é a Válvula – especialmente quando a agulha da bomba de ar estiver inserida.

Para evitar maiores problemas, os fabricantes recomendam que você baixe a pressão no final de cada uso.

O que não pode ser tão vantajoso visto que assim você teria que encher a bola de novo a cada uso. Aqui cabe frisarmos que, uma bola enchida corretamente é essencial para uma partida ou treino.

Do contrário, você perderá muitos pontos no desempenho. Por exemplo, se ela estiver com baixa pressão, o movimento dela não terá um caminho reto nem alcançará muita distância.

Uma pressão excessiva também pode ser algo ruim trazendo um pouco de desconforto ao chutar.

Mas não se preocupe, pois, com três passos simples, você deixa a bola no seu peso ideal e prolonga a vida dela:

Conheça agora algumas dicas de como encher sua bola de futebol corretamente:

Como encher uma bola de futebol? Passo a Passo completo!

O primeiro passo que você deverá dar é comprar ou pegar uma bomba de ar e uma agulha.

Além desses equipamentos, se possível, adquira também um manômetro incorporado para trazer mais eficiência ao processo.

Com os produtos em mãos, use um pouco de glicerina ou silicone para lubrificar a agulha e a válvula.

Dessa forma, você evita o risco de danificar uma parte vital da bola. Pronto! Agora é só encontrar a pressão correta da sua bola de acordo com o fabricante.

Lembre-se sempre de encher a bola lentamente, verificando com o medidor até que a pressão ideal seja alcançada.

Como consertar uma bola de futebol? Tudo que você precisa saber!

Bom, antes de tudo saiba que o mais recomendado caso a sua bola tenha algum problema é levá-la a um bom profissional em vez de tentar consertá-la sozinho.

Neste momento, você poderá levá-la, por exemplo, até uma loja de esportes, principalmente, se o problema for em um lugar mais complexo, como a válvula.

Ao confiar em um especialista em furos e rasgos, por exemplo, você também evitará dores de cabeça.

Agora, se você está realmente confiante que poderá resolver sozinho, saiba que é possível encontrar no mercado diversos produtos que podem resolver o problema.

No caso de problemas da válvula, você poderá introduzir o líquido lentamente na região que deve então ser limpa de modo a não entupir, até que parem as bolhas de ar que saem do furo que precisa ser consertado.

Pronto, agora com as dicas que passamos você poderá manter a sua bola sempre em perfeito estado.

Conheça agora algumas das melhores dicas de como escolher a bola de futebol ideal para você:

Bola de Futebol: Principais critérios para compra

Como foi possível perceber durante a leitura do artigo, a forma que você pretende utilizar sua bola de futebol tem total impacto no seu tempo de uso.

Além disso, durante a leitura do artigo você também pode conhecer um pouco mais  sobre o processo de produção de bolas de futebol e conseguiu entender qual é a importância de ter o material adequado para conquistar bons resultados ou até mesmo prazer e satisfação na hora dos exercícios.

A grande verdade é que, para ter os melhores resultados, é preciso saber o que analisar na hora da compra. 

Para te ajudar, selecionamos alguns dos principais critérios que precisam ser analisados no momento da compra.

Nos próximos parágrafos vamos analisar alguns dos principais critérios que respectivamente são: material de produção, modelo de cobertura, camada interna (câmara), testes realizados.

Conheça agora cada um deles mais detalhadamente:

Material de Produção

O primeiro ponto que precisa ser analisado, e sem dúvidas um dos mais importantes, é o material da Bola de Futebol que você pretende comprar.

Como falamos anteriormente, hoje podemos encontrar bolas de futebol de diferentes modelos sendo que as principais são, respectivamente, em couro sintético, poliuretano e PVC.

Se você ainda não tem o hábito de jogar, as bolas de poliuretano já podem servir para começar.

Aliás, aqui precisamos frisar que o poliuretano é o material mais explorado pelas mudanças e avanços tecnológicos que estamos passando. 

Agora, se você já desenvolveu o hábito de jogar, as bolas mais indicadas são as fabricadas em couro PVC

Com uma superfície à prova de água, o material mais encontrado dentre eles é o de couro sintético.

Porém, este não é o material mais indicado para atletas profissionais e para aqueles que procuram por um material mais resistente.

Hoje já temos tecnologias que permitem que os gomos da bola possam ser unidos por uma ligação térmica em vez de costuras, por exemplo.

Modelo de cobertura

Item que também faz uma grande diferença na qualidade final do produto e que também precisa ser analisado é a cobertura da bola.

Hoje podemos encontrar diferentes modelos que influenciam, principalmente, no controle da bola e na forma como ela se comporta após o chute.

No mercado você poderá encontrar, basicamente, dois modelos, as costuradas e as coladas.

Os modelos de bolas costuradas à mão, sem dúvidas, são as mais profissionais e que proporcionam uma maior durabilidade.

Porém, você também poderá encontrar modelos costurados à máquina que, apesar de não oferecer uma qualidade tão boa quanto as costuradas à mão, também podem ser uma ótima opção.

As bolas coladas são as menos utilizadas e, geralmente, trazem uma baixa qualidade.

Além dos modelos que citamos anteriormente, hoje também podemos encontrar as tecnicamente moldadas, técnica inovadora e que promete bastante.

Esta técnica provou fornecer excelente durabilidade e veio para oferecer a mesma qualidade das bolas costuradas, mas com muito mais rapidez e agilidade.

Camada interna (câmara)

A primeira camada da bola, a câmara ou bexiga, como é geralmente chamada, é um outro ponto que precisa ser analisado no momento da compra.

Basicamente, trata-se da parte que contém o ar e que será responsável pela forma e movimento da bola.

No mercado você poderá encontrar dois diferentes modelos e tipos, a de látex – borracha e a Butil.

A de látex-borracha é utilizada nas bolas de mais alta qualidade e proporcionam um melhor trajeto para bola.

Porém, é importante frisarmos quem esse tipo de bexiga não mantém ar por um longo período por isso, podem também gerar problemas.

Mesmo que na opinião de muitos esse modelo seja inferior ao de látex, por exemplo, o tipo Butil oferece uma melhor retenção de ar por isso, também pode ser considerado uma boa escolha.

Testada pela FIFA

Por último, mas não menos importante, recomendamos que você analise se a bola de futebol que pretende comprar passou por todos os testes necessários.

As testadas pela FIFA, por exemplo, são as mais indicadas. Claro, sabemos que elas são, em média, as mais caras, porém, não tenha dúvidas de que vale o seu investimento.

Todas as bolas que foram testadas pela FIFA possuem um selo de qualidade por isso, poderão ser facilmente identificadas.

A FIFA observa detalhes importantes como as medidas e circunferência, absorção de água, perda de pressão e outras características.

Hoje as medidas consideradas oficiais são de 68 a 70 centímetros e deve pesar de 410 a 450 gramas.

A melhor escolha – Bola Campo RX R2 Fusion VIII Penalty

Sim, a bola Campo RX R2 Fusion VIII Penalty foi eleita pela maioria dos consumidores como a melhor escolha.

A Bola Campo RX R2 Fusion VIII Penalty, desenvolvida para o futebol em gramado sintético e projetada para garantir uma maior precisão e leveza nos lances.

Resistente e com a tecnologia Penalty Ultra Fusion, a RX R2 Fusion VIII conta com câmara 6D fabricada com borracha butílica e apresenta 6 discos posicionados simetricamente, assegurando maior equilíbrio e alta precisão.

Construída em 32 gomos, essa incrível bola também é composta por um miolo lubrificado e conta com o sistema Cápsula SIS, que isola a agulha e protege a câmara.

Conclusão

E aí? O que achou do artigo? Gostou das dicas e informações? Já sabe qual Bola de Futebol escolher?

Como foi possível perceber durante a leitura do artigo, para fazer a melhor escolha, é muito importante ficar de olho em alguns pontos e fatores considerados essenciais na escolha da sua bola de futebol.

Para finalizar, e para fazer a escolha certa, recomendamos que você não deixe de conferir os produtos ranqueados no nosso top 7.

E caso nosso guia tenha realmente lhe ajudado, considere também compartilhar com amigos que se interessam pelo assunto e procuram por uma bola de futebol. 

Aproveite, curta e compartilhe sua opinião conosco!

Dúvidas, críticas ou elogios deixe nos comentários.

Até a próxima!

FAQ

Feita normalmente com um material flexível e enchida com ar, o que a torna leve e permite que ela seja tocada e movida com facilidade, a bola de futebol é hoje utilizada na prática de vários esportes como basquete, vôlei, handebol, rugby ou pólo aquático.

Neste caso, como ele teve que se adaptar para os inúmeros tipos de terrenos e perfis, hoje podemos encontrar diversos modelos de bolas de futebol no mercado.

A regra número dois do futebol determina algumas características essenciais que, respectivamente, são: a bola de jogo deve ser esférica, construída de couro ou outro material adequado, com perímetro não superior a 70 cm e não inferior a 68 cm.

Além disso, seu peso também não pode ser superior a 450 g e também não pode ser inferior a 410 g.

Utilize, se possível, além de uma bomba de ar e uma agulha, um manômetro incorporado. 

Além disso, utilize também, se possível, um óleo de glicerina ou silicone para lubrificar a agulha e a válvula. Dessa forma, você evita o risco de danificar uma parte vital da bola.

Agora, basta encontrar a pressão correta da sua bola de acordo com a fabricante, inserir a agulha na válvula e enchê-la lentamente, verificando sempre o medidor até que a pressão ideal seja alcançada.

Compartilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Posts Relacionados